fbpx

“Vamos promulgar regulamentação da reforma tributária neste ano”, diz Reginaldo Lopes

O deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) defende que é possível promulgar a regulamentação da reforma tributária ainda em 2024. O petista é membro do grupo de trabalho que debate o projeto de lei complementar enviado pelo governo na Câmara dos Deputados.

“Vamos até 5 ou 8 de julho construir consenso e votar na Câmara dos Deputados a reforma, e até o fim do ano promulgar”, disse.

Lopes participou nesta sexta-feira (7) do Fórum Esfera 2024, realizado no Guarujá, no litoral de São Paulo.

Participou da mesma mesa o deputado Augusto Coutinho (Republicanos-PE), que também faz parte do grupo de trabalho da reforma na Câmara. O parlamentar afirmou que o colegiado, formado por diversos partidos, tem como “Norte” evitar a elevação de carga tributária.

“É o principal consenso entre nós” disse.

Coutinho fez críticas ao sistema atual e afirmou que ele abre margem para “o governo querer abocanhar recursos”. A fala vem em meio à rejeição de setores da economia à proposta do Ministério da Fazenda que limita a compensação de créditos de PIS/Cofins.

Ambos os deputados defenderam as capacidades da reforma tributária para impulsionar o setor produtivo no Brasil, a partir de ganhos em simplificação e menor judicialização de impostos, entre outros.

Também foi consenso entre os congressistas a ideia de que a reforma tributária é suprapartidária.

“Essa não é uma reforma do governo, é uma reforma do Brasil. Os governos mudam, mas o nosso Brasil vai continuar”, disse Lopes.