fbpx

Recuperação de Crédito Tributário – Parte 4

Fala galera!

Nós chegamos ao nosso quarto vídeo da série, sobre recuperação de créditos tributários. 

Nesse vídeo, ainda falando sobre a recuperação para as empresas optantes pelo simples nacional.

Eu vou diferenciar um pouco, o que é restituição de compensação. Eu acredito que nos vídeos anteriores, eu já tenha até batido bastante nessa tecla. Mas, aqui a gente vai especificamente tratar sobre esse tema.

Como eu já havia mencionado em outros vídeos dessa nossa série. Existe dentro do portal do simples nacional, um módulo específico para que você faça o pedido de restituição ou o pedido de compensação de valores pagos indevidamente.

Pois bem, vamos entender quais são as diferenças do pedido de restituição para o pedido de compensação.

Quando você faz o pedido de restituição, você vai precisar cadastrar os dados bancários da empresa, pois você está pedindo para que o dinheiro que foi pago indevidamente a maior seja devolvido para os cofres da empresa. Então, você faz o pedido, aguarda o deferimento e depois você pode consultar o status do seu pedido e também consultar se já foi devolvido ou não o valor novamente para os cofres da empresa.

Já no que se refere a compensação. Você pode fazer o pedido de compensação e da mesma forma você também vai ter que aguardar o deferimento do seu pedido e você pode inclusive cancelar o pedido ao perceber que fez alguma coisa errada e que não deveria estar pleiteando aqueles valores.

Muita gente tem medo de fazer a compensação de créditos tributários porque pensa assim. “Não, eu não vou pedir dinheiro de volta à Receita Federal porque se não amanhã tem um auditor batendo aqui na minha porta e fiscalizando a minha empresa.”

Não pessoal isso não é um procedimento comum tá? Até porque a Receita Federal, ela planejamento de fiscalização anual, ela tem todo o desenvolvimento dos seus trabalhos. Ela não vai simplesmente, porque você pediu um dinheiro de volta, que é seu por direito, por ter pagado o tributo indevidamente.

Bater lá na sua porta e lhe fiscalizar e uma das coisas que mais me perguntam sobre esse tema, desde que nós começamos essa série, é sobre as cobranças de honorários. Como que eu faço para cobrar, por esse tipo de trabalho? Pessoal, como eu disse anteriormente, esse tipo de trabalho ele tem uma abordagem muito valorosa.

Por que os empresários enxergam muito valor, por que a gente tá falando de devolver dinheiro para os cofres da empresa. Então, geralmente, é um trabalho que é feito no risco.

Onde você vai fazer o levantamento dos créditos e pode haver créditos a levantar, ou não, pode haver tributo pago indevidamente, ou não. Quando há tributo pago indevidamente, geralmente se cobra de 20 a 40% do valor que vai ser compensado ou restituído. Isso vai depender muito do montante do crédito que foi levantado.

Geralmente quando o montante do crédito é muito alto, os empresários tendem a negociar mais, para pagarem percentuais menores. Por que mesmo um percentual menor, vai representar um valor alto. Geralmente quando os valores à restituir, a compensar são menores. Então, até para compensar para o profissional que fez esse levantamento de crédito.

O percentual cobrado, tende a ser maior. E é muito interessante, que você vai perceber, que como esse é um trabalho mais fácil de ser comercializado. Você ganha alí uma relação de afinidade, de confiança com o cliente que muitas vezes, dentro de uma esteira de produtos, de uma estratégia de comercialização de outros serviços. Esse cara passa, em outro momento a se tornar o seu cliente de contabilidade ou de consultoria tributária.

O que eu disse anteriormente é um ganho bem significativo para quem presta esse tipo de serviço.

Pessoal, nós estamos chegando à reta final da nossa série de vídeos sobre recuperação de créditos tributários.

No próximo vídeo, eu vou detalhar como que funciona o procedimento de recuperação para quem não é optante pelo simples. É um prazer ter você conosco, acompanhando. Não se esquece de compartilhar com seus amigos, aqueles profissionais que tem interesse em empreender, em seguir um novo segmento dentro da área tributária e esse, sem sombra de dúvidas, é um segmento que gera uma monetização muito forte porque o retorno é muito rápido e com certeza você que está nos assistindo, pode sim colocar isso em prática. Beleza? Então, não perde.

O próximo é o nosso último vídeo. Eu também vou trazer uma surpresa para vocês no último vídeo Um material complementar, sobre esse tema, também gratuito Também disponível aqui para vocês.

Então aproveita, um forte abraço e até mais.