fbpx

BLOCO K: Objetivos e Desafios.

Fala turma!

Hoje iremos dar uma pausa na nossa série sobre SPED Contábil e falar um pouco sobre o Bloco K e o seu objetivo.

O Bloco K tem como objetivo que o contribuinte, indústria, equiparado à indústria e atacadista, isso obviamente obedecendo a um escalonamento presente no ajuste SINIEF 25/2016, vá prestar essas informações da produção e do estoque dentro do SPED Fiscal.

O primeiro grande desafio é que hoje as empresas já enviam o inventário para o fisco, mas enviam uma vez por ano. No bloco K eles vão ter que enviar todos os meses. Então isso já é um desafio gritante, pois quem trabalha com empresa de contabilidade sabe que para termos um inventário uma vez por ano já é bem complicado e para ter todos os meses então…

Vai ser uma novela. Fora isso tem o próprio controle da produção, para que você tenha uma ideia do nível de complexidade e de controle que o Bloco K propõe, caso haja uma substituição de insumo no momento da produção, isso terá que ser informado no SPED. Geralmente eu uso o exemplo bem simples de uma mesa, imagina ai que eu disse na ficha técnica da mesa que para fabricar ela, é utilizado dez parafusos de estrela, chave estrela. Porém na hora de produzir acabaram os parafusos e eu tive que usar dois com chave de fenda. Isso terá que ser informado no bloco K.

Devido a isso eu faço o questionamento, como é que o contador vai saber disso? E assim é para toda a produção de uma indústria, então se o cara tiver mil ordens de produção no mês, ele terá que mandar a informação dessas mil ordens de produção, junto com os insumos que foram consumidos em cada uma delas. Então é realmente desafiador.